quarta-feira, 15 de novembro de 2017

A biblioteca mais espetacular do mundo


Olhem só para esta beleza, leitores!
Digam lá se não ficam com vontade de ir até ali, à China, mais concretamente a Tianjin, distrito cultural de Binhai, para verem esta biblioteca de cinco andares. Uma loucura! 

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Somos Todos Milagres de R. J. Palacio - Novidade Edições Gailivro



Edição/reimpressão: 2017
Páginas: 32
Editor: Edições Gailivro
ISBN: 9789892340524

Sinopse
Eu sei que não posso mudar o meu aspeto. 
Mas talvez, apenas talvez, as pessoas possam mudar a forma como me veem.
Através deste livro ilustrado, conheça Augggie, o menino milagre, personagem principal do livro Wonder, de R. J. Palacio.

Sobre a autora
Autora estreante, durante anos foi designer de capas e directora de arte em editoras. Vive em Nova Iorque com o marido, dois filhos e dois cães. O livro Milagre está a causar grande sensação entre os média e as edições internacionais sucedem-se.

Passatempo Exclusivo Facebook


Em vigor até 20 de Novembro.
Participe aqui.
Boa sorte!

Sentir Profundo


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Mirror, Mirror de Cara Delevingne - Novidade Planeta Editora


304 páginas / PVP: 16,95€ / 15 de Novembro

Sinopse
Talvez eu não seja a pessoa decente que pensava que era. Talvez afinal seja um monstro.
Red, Leo, Rose e Naomi são inadaptados. Red tem uma mãe alcoólica e um pai que nunca está presente. O irmão de Leo arrasta-o para um obscuro e violento caminho. Rose volta-se para os rapazes e o álcool para adormecer a dor do passado.
Naomi foge de casa em busca de uma liberdade que não consegue encontrar. Estão sozinhos contra o mundo até formarem a sua outra família na banda, Mirror, Mirror.
O único sítio onde podem ser eles mesmos. Um dia Naomi desaparece, e é encontrada meio morta no Tamisa. Lutando pela vida, a polícia acredita que se tentou suicidar. Os amigos ficam devastados; supostamente devem tomar conta uns dos outros, mas como não viram os sinais de alerta?
Mas quando uma série de pistas leva o grupo a suspeitar que nem tudo é o parece, Red, Leo e Rose deverão enfrentar os seus próprios segredos e medos obscuros. Nada será o mesmo de novo, pois uma vez que o espelho é partido, não pode ser consertado.

Cara Delevingne é uma das mulheres mais influentes da sua geração. Nascida em Londres, foi projectada para a fama em 2009 e vencedora do Model of the Year na British Fashion Awards em 2012 e 2014. A carreira de actriz começou com um papel em 2012 na adaptação de Anna Karenina e, a partir daí, conseguiu papéis principais em Cidades de Papel, Esquadrão Suicida, Valerian e a Cidade dos Mil Planetas e Life in a Year. Mirror Mirror é o seu primeiro romance.
Cara escreveu Mirror Mirror com a autora best-seller do Sunday Times Rowan Coleman. Esta vive com a sua grande família e dois cães numa casa supercheia em Hertfordshire e escreve livros para jovens adultos e adultos.

Agenda 2018 by Adriana da Silva - Novidade Planeta


192 páginas / PVP: 16,99€ / 15 de Novembro

Muito mais que uma simples agenda, é quase um diário, inspirador e elegante, com espaço para anotações de sonhos, metas e objectivos, livros lidos, citações favoritas, trackers de actividades.
Uma agenda exclusiva, com assinatura, num formato prático, com design apelativo, divertidos autocolantes e com QR codes que permitirão acesso privilegiado e em primeira mão aos principais vídeos que a Adriana colocará no Youtube em 2018, incluindo os tão badalados give away.
Adriana da Silva é uma Youtuber de moda, beleza e lifestyle, com 106 400 seguidores no Youtube e 81 500 seguidores no Instagram.
Aborda vários temas no seu canal e partilha as suas paixões e o seu dia-a-dia através dos seus vídeos e blogs de forma simples mas carismática, cativando milhares de seguidores.

O meu lugar favorito


Biblioteca Perfeita


Fonte: Pinterest.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

As Incríveis Aventuras da Super-Miúda de João Miguel Tavares - Novidade Clube do Autor

As Incríveis Aventuras da Super-Miúda
Texto: João Miguel Tavares
Ilustrações: Luis Levy Lima
Música: Samuel Úria
48 Págs
PVP: 12,50€
Disponível a partir de 22 de Novembro

Sobre o livro

Rita, a super-miúda       
É um livro a rimar        
De um pai desesperado     
Para a pôr a mastigar 
    
O pai da Rita tem nome:   
João Miguel Tavares       
Mas não fez tudo sozinho:   
Os livros fazem-se aos pares 
   
Coube ao Luis Levy Lima         
Criar a ilustração          
E o livro traz ainda        
Um CD e uma canção    
      
P’ra cantar foi convidado
O incrível Samuel Úria
Ouvi-lo é solução
Para curar qualquer fúria

Desenhos maravilhosos
Encantam pais e filhos
E uma heroína mulher
Evita muitos sarilhos

Cor de rosa e azul
Estão muito equilibrados
Este é o livro ideal
Para gostos apurados

[A minha Opinião] O livro das piadas para rir sem parar


Este livro é uma aposta bem conseguida da Guerra e Paz Editores. Apesar de indicar que é um livro para crianças a partir dos sete anos, considero que é um livro para todas as idades. 

Pontua pelo bom humor, conhecimento e curiosidades. Não é só feito de anedotas, que apesar de simples, fazem soltar aquela gargalhada fantástica. Lá pelo meio, são apresentadas adivinhas, para colocar a nossa massa cinzenta a trabalhar. Atenção, todas as adivinhas têm a sua solução. Não vale fazer batota e espreitar. Também são apresentadas imensas curiosidades, nos mais diversos temas. É uma excelente forma de aumentar o conhecimento do leitor. Para conjugar todas estas facetas de forma perfeita, estão as ilustrações bem chamativas e cores garridas. Tudo isto somado dá uma viagem fabulosa. 

É o livro ideal para ler com a família, amigos e colegas. É também o livro que se deve partilhar e oferecer. Afinal, quem é que não gosta de se divertir e dar umas boas gargalhadas? 

Leitura mais que recomendada!  

O Gigante Secreto do Avô de David Lichtfield - Novidade Booksmile


AUTOR David Lichtfield
ILUSTRADOR David Litchfield
COLEÇÃO Fora de Coleção
ISBN 9789897074486
PVP 13,99 € 
1ª EDIÇÃO novembro de 2017
EDIÇÃO ATUAL 1.ª
PÁGINAS 32
APRESENTAÇÃO capa dura
DIMENSÕES 300 x 220 x 9 mm
IDADE 4+
Disponível a 13 de Novembro

Sinopse
Quando o avô lhe diz que existe um gigante escondido na sua cidade, que ajuda toda a gente em segredo, o Billy não acredita.
Por isso, decide procurá-lo. Mas quando finalmente o vê com os seus próprios olhos, ele fica aterrorizado!
O que o Billy não sabe é que aquele enorme e assustador gigante está prestes a ensinar-lhe uma importante lição...
Divertida e ternurenta, esta é uma história GIGANTE sobre a amizade e a aceitação da diferença, que não vai deixar ficar ninguém indiferente.

David Litchfield é um aclamado autor e ilustrador de livros infantojuvenis. O seu estilo destaca-se pela envolvência dos cenários e o uso de diversas técnicas tradicionais combinadas com ferramentas digitais.
Este seu primeiro livro foi publicado em 12 línguas, com grande aplauso da crítica à escala global, e venceu o Prémio Waterstones, para Melhor Livro Ilustrado.

Primeiras Palavras - O Brilho Azul das Estrelas

O Brilho Azul das EstrelasO Brilho Azul das Estrelas by Laura Pritchett
My rating: 4 of 5 stars

"Já te digo o que vou fazer."
O que vos digo é que este livro, apesar das suas 203 páginas, não é uma leitura rápida nem fácil. É um livro para se ir lendo. A doença de Alzheimer é a grande protagonista desta história. Uma doença que vai tirando aos poucos o conhecimento de nós próprios e que nos deixa completamente abandonados. Ben, o portador da doença e protagonista da história tem muito a dizer-nos. A lição de vida aqui deixada é fantástica e corajosa. Laura Pritchett construiu bem a história, a personagem principal e deu-me a realidade nua e crua da doença de Alzheimer. Leiam!


terça-feira, 7 de novembro de 2017

Agenda Alfarroba 2018 Ilustrações originais de Ana Oliveira


PVP: 15,00€
Inspirada em 12 contos infantis.

> tamanho A5 com argolas;
> capa semi-rígida a cores;
> 180 páginas a cores;
> ilustrações originais (12 para cada mês mais 12 para cada atividade proposta);
> plano semanal;
> calendário em cada página;
> fases da Lua, feriados e datas especiais;
> 12 atividades de exploração (com materiais de desperdício) dos 12 contos propostos, para pôr em prática em casa, na escola... onde quiser.

Esta é uma agenda que nos leva ao aconchego da infância.
Queremos que o olhar sobre as histórias tradicionais ganhem novo fôlego, que estejam presentes no dia-a-dia. Por isso, pusemos a Capuchinho a ir à escola, desfilámos com o rei na praia em agosto e até uma casinha de chocolate temos para oferecer no Natal.
Escolhemos doze contos para caracterizar os meses do ano, juntámos cor, humor e ainda estruturámos doze propostas de atividades para serem desenvolvidas em contexto escolar e familiar.
A agenda 2018 está pronta para ser escrita.
Boas histórias!

Imagens do interior da agenda


Sentir Profundo


7 de Novembro


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Sentir Profundo


Desafio: Lê Português


Olá leitores!
Venho propor um desafio. 
Quem acompanha o blogue e a página de facebook sabe que ando a tentar ler mais autores portugueses. Afixei um objectivo pessoal de ler, pelo menos, um autor português por mês. Para começar é muito bom e assim vou estando a par do que de bom se escreve no nosso país. 
O desafio que tenho para vocês é, acompanharem-me neste objectivo, e tentarem também vocês ler, pelo menos, um autor português por mês. 
Para ir acompanhando as vossas leituras, pedia que fossem deixando comentário do que estão a ler, nas publicações que for fazendo deste desafio. Também o podem fazer nas redes sociais, usando o #lêportuguês.
Aceitam o desafio? Juntam-se ao Manta de Histórias?
Deixem Camões orgulhoso!
Fico à vossa espera!
Boas leituras!  

sábado, 4 de novembro de 2017

Sentir Profundo


Aquisições - Nuvem de Letras


No final do mês de Outubro, recebi da Nuvem de Letra, estes três livrinhos fantásticos. A pequenada vai adorar. 
Através de uma lanterna mágica, o leitor pode ir descobrindo coisas que estão escondidas nos livros. De uma forma simples, divertida e original, as crianças vão adquirindo conhecimentos e interagindo com o livro, tornando a leitura uma brincadeira. 
"As minhas primeiras descobertas - Os dinossauros" chegou às livrarias no dia 4 de Outubro. "O Céu e o espaço" está disponível desde dia 2 de Novembro. A 15 de Novembro chega às livrarias "Os peixes". O PVP destes livros é de 11,90€. 
Se ainda não sabem o que oferecer à pequenada pelo Natal, estes livros são uma pela sugestão. 
Boas leituras!

Bom sábado!


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

A Rapariga que Salvou o Natal de Matt Haig e Chris Mould - Novidade Booksmile


A Rapariga que Salvou o Natal
320 pp | 13,99€

Sinopse
A Rapariga que Salvou o Natal é um livro repleto de magia, perfeito para miúdos e graúdos. Só é preciso coragem e uma pitada de magia para salvar o Natal! A véspera de Natal chegou, mas algo não está bem! O mundo deixou de acreditar em magia e o Natal pode mesmo acabar. O Pai Natal vai tentar fazer tudo para o salvar, mas sabe que nunca conseguirá fazê-lo sem a ajuda de uma rapariga muito especial: a Amélia. Só que ela desapareceu!
Com a ajuda de alguns elfos, de oito renas, da rainha de Inglaterra e de um misterioso homem chamado Charles Dickens, a jornada para resgatar a Amélia começa: é preciso encontrá-la, ou o Natal poderá perder-se para sempre!

Matt Haig escreveu o seu primeiro livro em 2004 e, desde então, nunca mais parou. Autor bestseller, recebeu o Blue Peter Book Award, o Smarties Book Prize e integrou por três vezes a shortlist do Carnegie Medal.

Chris Mould dedica-se às Artes Plásticas desde os 16 anos. É casado, tem 2 filhos, e adora trabalhar no tipo de livros que gostaria de ter tido quando era criança. Mould recebeu o Nottingham Children’s Book Award e foi recomendado para o Sheffield Children’s Book Award.



«A Rapariga que Salvou o Natal vai derreter o coração que o Grinch congelou», Simon Mayo.

«A sequela de Um Rapaz Chamado Natal vai encantar crianças e derreter o coração dos adultos mais céticos. Maravilhosamente ilustrado e cheio sabedoria, este livro é um doce de Natal.», Sunday Mirror.

«Um conto que enche o coração», Daily Express

«Engraçado, sincero e com ilustrações brilhantes. Uma grande homenagem a Charles Dickens!», Associated Press

«Uma história maravilhosa, cheia de magia», The Week Junior

A Ilha de Ana Afonso Simão - Reedição Marcador



FICÇÃO – Romance
PÚBLICO – Geral
Nº DE PÁGINAS - 224
FORMATO – 15,2*23,1
PREÇO (c/IVA) – 15 €
ISBN – 9789897543357
LANÇAMENTO – 02/11/2017

Sinopse
Um carro despenha-se numa falésia junto ao farol. A jovem que o vai a conduzir morre. Uma mulher, num lugar ali perto, acorda assustada e vai até ao alpendre da casa onde vive, junto ao mar. Terá sido apenas um sonho? 
O mar parece estar de feição. Agarra na prancha, decidida a apanhar umas boas ondas. Cai e volta a cair enrolada numa onda gigante. Tenta arranjar forças para vir para cima. Entra numa luta titânica contra o mar, com as poucas forças que ainda tem, mas deixa de ver. Já não tem mais forças. De repente fica tudo às escuras. Foi nesse instante que sentiu uns braços à sua volta.

Sobre a autora
Nasceu em Santarém. É licenciada em Gestão de Recursos Humanos, com uma pós-graduação no ISCTE-IUL. Trabalhou na Câmara Municipal de Santarém, na área da cultura, turismo e ação social. É autora do livro A Menina dos Ossos de Cristal que faz parte do PNL (Plano Nacional de Leitura).Faz ações de sensibilização sobre a deficiência em várias escolas do país.

«Há ilhas que vale a pena visitar. Esta é, sem dúvida, uma delas. » Pedro Chagas Freitas.

Biblioteca Perfeita


Fonte: Pinterest.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Os Cem Melhores Poemas dos Cem Melhores Poetas Portugueses Organizado por José Mário Silva - Novidade Companhia das Letras


Os Cem Melhores Poemas Portugueses dos Últimos Cem Anos 
Selecção e organização de José Mário Silva
Companhia das Letras
ISBN 978 989 6653 316
336 Páginas 
PVP c/IVA 17,50€

Sobre o livro
Reúne poemas de autores como Fernando Pessoa, Camilo Pessanha, Jorge de Sena, Vitorino Nemésio, Sophia de Mello Breyner Andresen, Herberto Helder, Alexandre O'Neill, Mário Cesariny, Fiama Hasse Pais Brandão, Ruy Belo, Eugénio de Andrade, Natália Correia, António Ramos Rosa, Luiza Neto Jorge, Carlos de Oliveira, Alberto Pimenta, Vasco Graça Moura, Joaquim Manuel Magalhães, Al Berto, Maria Teresa Horta, Pedro Tamen, Rui Knopfli, Ana Hatherly, Manuel António Pina, Fernando Assis Pacheco, Jorge Sousa Braga, Daniel Faria, Adília Lopes, A. M. Pires Cabral, José Tolentino Mendonça, Miguel-Manso, Inês Dias.

José Mário Silva nasceu em Paris em 1972 e mora em Lisboa. Licenciou-se em Biologia mas acabou por enveredar pelo Jornalismo em 1993, altura em que começou a trabalhar para o Diário de Notícias na secção das Artes. É autor de três livros, dois de poesia, Nuvens e Labirintos (com o qual ganhou o Prémio Literário Cidade de Almada) e Luz Indecisa, e um de contos, O Efeito Borboleta. É, actualmente, crítico literário e coordenador da secção de literatura no Expresso e colaborador da revista literária Ler.

Cartas a um Jovem Escritor de Colum McCann - Novidade Clube do Autor


Cartas a um jovem escritor
Tradução de Eugénia Antunes
196 Págs. / 14,00€
Disponível a partir de 15 de Novembro

Sobre o livro  
Escrever bem não depende apenas do talento, o esforço também conta e o treino é fundamental. Cartas a um Jovem Escritor é um livro pequeno em tamanho, mas enorme na quantidade de sugestões e conselhos para quem pretende escrever melhor ou até tornar-se escritor.
Colum McCann considera que nisto de escrever não existem regras; ou, então, se existem, servem apenas para serem quebradas. Conforme-se com estas contradições. Deve estar preparado para segurar duas ou mais ideias opostas na palma das mãos em simultâneo.
Para McCann a primeira frase deverá abrir a sua caixa torácica. Deverá entrar-lhe pelo peito adentro e virar-lhe o coração de pantanas. Deverá insinuar que o mundo nunca mais será o mesmo.
Para quem simplesmente não consegue começar a escrever, o conselho do escritor é o seguinte: não permita que o terror da página em branco envolva a sua mente em celofane. A desculpa de que sofre de bloqueio de escritor é demasiado fácil.
(…) Deixe estar o rabo na cadeira. O rabo na cadeira. O rabo na cadeira. Continue a olhar para a página em branco.
E como surgem as ideias? Só tem de estar recetivo ao mundo. É esse o truque. Tem de estar à escuta. E tem de estar alerta. Tem de estar aberto à inspiração. A ideia geral pode vir do jornal, pode surgir de uma frase escutada no metro, pode ser a história que estava guardada no sótão da família. Pode ter nascido de uma fotografia ou de outro livro, pode tê-lo arrebatado por uma qualquer razão desconhecida. Pode ter sido o desejo de confrontar um assunto mais vasto: a devastação do meio ambiente, as causas primordiais que levam pessoas a pilotar aviões contra edifícios, as horríveis notícias sobre as eleições. Tanto faz. Nenhuma história é melhor do que outra. Tudo o que sabemos é que precisa de ser contada ao mundo e que há que começar a investigá-la.
Mais: é possível criar personagens a partir do pó. Por vezes, pegamos numa personagem do nosso círculo próximo e construímos uma nova pessoa por cima daquele espantalho. Outras vezes, pegamos em figuras bem conhecidas da história e damos-lhe novas formas. Seja como for, temos a responsabilidade de lhes dar vida por meio da escrita. Devemos tanto à nossa imaginação quanto devemos à história. 
Para quem teme a construção dos diálogos, não há que ter receios. Para o autor, o diálogo escrito não tem obrigatoriamente de seguir regras gramaticais. Desarrume as frases como lhe der na gana. Tem liberdade para deambular. Liberdade para explorar.
Se já tem o livro todo sublinhado, ou com post-its, então saiba que ainda vamos a meio. Procurar a Estrutura, Onde Devo Escrever, Curso de Escrita Criativa: Fazer ou Não Fazer?, Devo Ler Enquanto Escrevo?, Porquê Contar Histórias?, Sinta-se Exausto Quando Terminar, entre outros capítulos, incluem igualmente dezenas de preciosos conselhos, sempre neste registo muito claro e objetivo, para quem gosta de escrever, quer escrever melhor ou ambiciona escrever um livro.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

A ler


Estas são as minhas leituras no início do mês de Novembro. E vocês leitores, o que andam a ler?
Boas leituras!

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Diário de Gratidão de Autora-Mistério - Novidade Guerra e Paz Editores


DIÁRIO DE GRATIDÃO
Autora-Mistério
15x23
232 páginas
15,90 €
Nas livrarias a 2 de Novembro
Guerra e Paz Editores

Sinopse
Este é o livro que vai revelar ou confirmar a melhor versão de si. A que o torna a si mais feliz, a que faz os outros mais felizes por estarem consigo. A melhor versão de si revela a sua força e a sua bondade. A melhor versão de si mostra aos outros e a si mesmo que é alguém com quem se pode contar.
O bem é contagioso. Este é o livro que o incita a fazer o bem. Para beneficiar os outros, mas também para se beneficiar a si mesmo. O bem torna-o mais criativo e torna-o mais produtivo. O bem, fazer o bem, treina-se. Este seu Diário de Gratidão é um ginásio do pensamento e da sensibilidade. Está organizado por meses e tem desafios mensais. Pedimos-lhe, primeiro, que faça um pacto: é o seu compromisso com o bem. E pedimos depois que faça três listas: a lista do Ser, a lista do Ter, a lista do Fazer. Siga depois, mês a mês, o seu caminho, tomando nota das coisas pelas quais tem de estar grato. Deixe-se invadir, deixe-se contaminar pela gratidão. No fim deste Diário vai estar mais feliz e vai fazer os outros mais felizes.

Autora-Mistério. A autora deste livro olha para a vida como se diz que os anjos olham para Deus. A autora deste livro é uma mulher. Age, pensa e ama com a serenidade de quem está de bem com a vida. Escreveu este livro com a naturalidade de quem conversa sobre o que faz. Por gratidão também. E a gratidão, às vezes, pede reserva. A autora deste livro acha muito mais importante que se veja a gratidão do que se veja a autora. Fica o segredo, porque se a gratidão pede reserva, também pede, às vezes, algum mistério.
Muitos dos meus sonhos não se realizaram. Ainda bem. Os sonhos que a vida tem tido para mim são maiores do que os meus, são melhores, são mais felizes.
Autora-Mistério

Os meus poemas não rimam de Ana Beatriz Cruz - Novidade Chiado Editora


Autor: Ana Beatriz Cruz
Data de publicação: Setembro de 2017
Número de páginas: 108
ISBN: 978-989-52-0289-8
Colecção: Prazeres Poéticos
Género: Poesia
PVP: 11,00€

Sinopse
“Os meus poemas não rimam” é um livro intimista que retrata vários estados de alma da autora e um pouco de todos nós.
Sentimentos e emoções fortes é o que se pode esperar de um livro onde a poesia não tem regra, onde os poemas não rimam.

“Se o tempo parasse,
eu pedia-lhe que parasse agora.
Agora que tenho tudo,
agora que és tudo,
que somos tudo.”

Ana Beatriz Cruz, mãe, entusiasta pela escrita.
Apaixonada por poesia, por contos infantis e crónicas. Não há um dia que não escreva nem que seja um qualquer recado.
Formada em Jornalismo e Comunicação. Mestre em Jornalismo, Comunicação e Cultura.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Passatempo Editorial Planeta - As Mulheres no Castelo


Com o precioso apoio da Planeta, temos para oferecer um exemplar do livro As Mulheres no Castelo. Para se habilitar a ganhar este exemplar, só tem de responder correctamente às questões que se encontram no formulário e ler com atenção as regras do passatempo. 

Regras do passatempo:

O passatempo é válido de 30 de Outubro até às 23h59m de 13 de Novembro. 
Só é válida uma participação por pessoa e residência, de residentes em Portugal Continental e Ilhas.
Ser seguidor do blogue Manta de Histórias: www.mantadehistorias.blogspot.pt
(Para ser seguidor, basta clicar em "aderir a este site" na barra lateral direita do blogue.)
Ser fã da página de Facebook da Planeta: https://www.facebook.com/planetaportugal/
Múltiplas participações serão automaticamente anuladas.
O vencedor será sorteado aleatoriamente (random.org) pela administração do blogue, contactado por e-mail e o resultado será anunciado no blogue.
O blogue e a editora não se responsabilizam por eventuais extravios no envio do livro por correio.
Boa sorte!




Coldplay - Miracles


Oiçam e deixem-se inspirar! 

Boa semana!


domingo, 29 de outubro de 2017

Sentir Profundo


As Lágrimas de Aquiles de José Manuel Saraiva - Reedição Clube do Autor


296 Págs. / 16,00€ / 8 de Novembro

Sinopse
Baseado nas experiências do autor na Guerra do Ultramar, As Lágrimas de Aquiles ficciona não apenas sobre o amor, a saudade ou a guerra mas também sobre as escolhas que determinam a nossa vida.
A Guerra Colonial tinha acabado há mais de 20 anos quando o ex-alferes Nuno Sarmento decide voltar à Guiné, numa busca do seu passado perdido. Nas matas onde viu morrer e foi morrendo, onde se faziam emboscadas e ataques, encontra apenas o desgosto e as lembranças mais dolorosas de uma guerra sem causa clara, em que parece que se perdeu mais do que se ganhou.
Apenas um jovem estudante da Universidade de Coimbra quando tinha sido chamado às fileiras, deixara em Portugal a esperança de um futuro melhor e um amor à espera. Ao voltar do Ultramar, o amor já não esperava e ele próprio já não era o mesmo. Só tinha encontrado esquecimento, desilusão e a insistente dúvida sobre se tudo teria valido a pena.
A guerra tinha acabado, era certo; mas, dentro dele, não existiam tréguas.

"A guerra é uma barbaridade, seguramente a mais inútil das tragédias, mas é também um acto único. É uma espécie de jogo de sorte e de azar; um jogo em que se está e de repente não se está. Entre a vida e a morte passa um fio de nada, um sopro ligeiro, um assobio breve, ás vezes tão breve como o instante de um beijo secreto à despedida. Tudo se cumpre no exacto limite dos sentimentos, nas fronteiras precisas do medo e da coragem."

Bom Domingo!


sábado, 28 de outubro de 2017

Quase a chegar às livrarias - Este ano escrevo um livro


Disponível a 17 de Novembro

Sinopse
Este manual oferece uma série de princípios, dicas, exercícios e técnicas que servirão de mapa ao processo de criar e publicar um livro. Não se trata apenas de uma obra sobre escrita criativa - de ficção e não ficção. Este livro vai mais além, acompanha o escritor desde a criação até à promoção, explica as características do funcionamento do mercado editorial e o papel do escritor na sociedade de informação atual. 
Aqui irá encontrar a plataforma para dar o salto necessário entre a ideia e a obra. Receberá também o conhecimento necessário para rever e editar um manuscrito, a melhor forma de abordar uma editora, escolher um agente, saber os seus direitos e promover o seu trabalho em festivais literários ou nas redes sociais.

Ana Bacalhau - Leve Como Uma Pena



Disco de estreia a solo da Ana Bacalhau. Este single está brutal. É para ouvir e repetir quantas vezes apetecer. A boa música portuguesa está de boa saúde e recomenda-se. 

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Quase a chegar às livrarias - Limões na Madrugada


Disponível a 17 de Novembro

Sinopse
O meu nome é Adriana. Vivo na Argentina, terra da minha mãe.
A minha família paterna, os Brancos, era gente do Porto. Foi ali perto que nasceu o meu pai, numa grande casa junto ao Douro.
Agora eu sou a última dos Brancos. É minha a pequena herança da minha tia: os últimos quadros que o meu tio pintou. Vim ao Porto buscá-los. Vim conhecer a velha casa de família. Vim descobrir a sua história e os seus segredos. Vim descobrir-me.
Oxalá nunca tivesse vindo.
Ansiosa por regressar à Argentina, mas presa a Portugal, distante do homem que ama e da mulher com quem vive, Adriana está perante um dilema universal e intemporal: manter-se comodamente na ignorância ou desvendar o passado da família, como se de um caso policial se tratasse, enfrentando assim aquilo de que andou a fugir toda a vida, por mais doloroso que seja.
Num jogo magistralmente imaginado pela autora, entre a vida atual de Adriana e os ecos do Portugal antigo, machista e violento dos seus pais e avós, esta história, de uma família e dois continentes, é uma viagem entre o presente e o passado, uma ponte sobre o fosso cultural que separa as gerações, um tratado sobre tudo aquilo que a família pode fazer à vida de um só indivíduo.
Entre a sombra e a luz, deixando que por vezes os silêncios falem mais alto do que as palavras, Limões na Madrugada é um romance sobre o amor incomum, o poder da família e a necessidade da coragem.
UMA HISTÓRIA TÃO SUBTIL QUANTO IMPLACÁVEL.

Biblioteca Perfeita


Imagem retirada aqui.

[A minha Opinião] As Mulheres no Castelo


Tive o privilégio de receber o exemplar de avanço de "As mulheres no castelo". Foi uma surpresa agradável, visto que na altura não tinha lido qualquer informação sobre o livro. Depois de lida a sinopse e compreender que me esperava uma leitura sobre a II Guerra Mundial e o Nazismo, a curiosidade aumentou.

Não sei se será coincidência, gosto ou ambas, mas ultimamente tenho lido muito sobre a temática do Holocausto. Quanto mais leio sobre este período da história, mais chocada fico com as narrativas. Pensei que fosse ao contrário, que me fosse habituando a ler sobre as crueldades perpetradas nesta altura, que não me emocionasse tanto, que me fosse tornando mais forte, que não me impressionasse tanto, mas é precisamente o contrário. Continua a fazer-me uma confusão enorme como se chegou aquele ponto de loucura, como é que morreu tanta gente inocente de forma tão cruel, como é que ninguém tentou parar aquele louco. É sobre o parar com as loucuras de um lunático, que se centra esta narrativa. 

Dos livros que li sobre o Holocausto, todos eles narravam a história das vítimas, todos os sofrimentos e crueldades que passaram às mãos dos nazis. Este livro no entanto, deu-me uma perspectiva diferente, a perspectiva dos alemães, de gente alemã, de pessoas que baixaram os braços e de outras, uma minoria, que tentaram parar Hitler, que se juntaram para o derrubar. Esta é a história de um grupo de resistentes que morreu a tentar salvar o mundo da loucura de Hitler.

Além de narrar a coragem desses resistentes, fala de três mulheres, as protagonistas do romance. São esposas de resistentes e combatentes nazis. São elas que oferecem ao leitor diferentes perspectivas de como viveram a guerra e lidaram com o terror que se passava à sua volta. Os testemunhos são, muitas vezes, arrepiantes e tenebrosos. Dei por mim revoltada, emocionada e pensativa.

Marianne von Lingenfels é o peso pesado desta narrativa. Uma mulher de grande coragem, força, inteligência, que não se deixa intimidar e que defende a todo o custo os seus valores. Assumiu a responsabilidade e não fugiu à promessa que fez ao seu marido e aos seus companheiros: o de encontrar e proteger as suas mulheres. Essa promessa traz até si Benita, a mulher do seu grande amigo Connie e Ania mulher de um resistente. São três personagens muito diferentes mas que têm em comum a resiliência.

Tenho de felicitar a autora Jessica Shattuck pela sua escrita, pelo grande trabalho de pesquisa feito e pela fabulosa história que construiu. Demorou sete anos a escrevê-lo e o resultado final fala por si.

Ler sobre o nazismo é sempre um murro no estômago. Com este livro não foi diferente. É uma leitura difícil mas necessária. Uma leitura que tem muito a ensinar e a sensibilizar.

Uma leitura mais que recomendada.
Boas leituras!

Quase a chegar às livrarias - Mil Vezes Adeus


Disponível a 10 de Novembro

Sinopse
Não era intenção de Aza, uma jovem de dezasseis anos, investigar o enigmático desaparecimento do bilionário Russell Pickett. Mas estão em jogo uma recompensa de cem mil dólares e a vontade da sua melhor amiga Daisy, que se sente fascinada pelo mistério. Juntas, irão transpor a distância (tão curta, e no entanto tão vasta) que as separa de Davis, o filho do desaparecido. Mas Aza debate-se também com as suas batalhas interiores. Por mais que tente ser uma boa filha, amiga, aluna, e quiçá detetive, tem de lidar diariamente com as suas penosas e asfixiantes «espirais de pensamentos». Como pode ser uma boa amiga se está constantemente a pôr entraves às aventuras que lhe surgem no caminho? Como pode ser uma boa filha se é incapaz de exprimir o que sente à mãe? Como pode ser uma boa namorada se, em vez de desfrutar de um beijo, só consegue pensar nos milhões de bactérias que as suas bocas partilham? Neste tão aguardado regresso, John Green, autor premiado de A Culpa É Das Estrelas e À Procura de Alaska conta, com dolorosa intensidade, a história de Aza, numa tentativa de partilhar connosco os dramas da doença que o afeta desde a infância. O resultado é um romance brilhante sobre o amor, a resiliência, e o poder da amizade.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Quase a chegar às livrarias - A menina silenciosa


Disponível a 2 de Novembro

Sinopse
O 4º VOLUME DA SAGA SEBASTIAN BERGMAN
Suécia. Uma bonita casa branca, de dois andares. Dentro, uma família brutalmente assassinada - mãe, pai e duas crianças pequenas, mortos a tiro, em plena luz do dia. E o assassino escapou. Sebastian Bergman, com o Departamento de Investigação Criminal, tenta deslindar o crime, mas, com o principal suspeito morto, está num beco sem saída. Até que descobre que há uma testemunha do crime.
Uma menina, Nicole, viu tudo e fugiu, assustada. Quando a encontram, descobrem que o trauma do que viu a deixou totalmente muda, comunicando apenas através de caneta e papel. Os seus desenhos revelam um facto convincente e inescapável: ela viu o assassino. Bergman fica obcecado com o desafio de romper a parede de silêncio de Nicole. Enquanto isso, o assassino está apostado em garantir que ela fique calada.

O despertar da menina Prim de Natalia Sanmartin Fenollera - Novidade Porto Editora


Título: O despertar da menina Prim
Autor: Natalia Sanmartin Fenollera
Tradução: Artur Lopes Cardoso
Págs.: 248
PVP: 16,60 €

Sinopse
Atraída por um anúncio sugestivo, Prudencia Prim chega a San Ireneo de Arnois, um pequeno e encantador lugarejo cujos habitantes decidiram declarar guerra às influências perniciosas do mundo moderno, e é contratada para organizar a biblioteca do homem do cadeirão, uma pessoa inteligente, profunda e culta, mas sem qualquer toque de delicadeza.
Apesar das batalhas dialéticas frequentes com o seu chefe, aos poucos, a bibliotecária vai descobrir o estilo de vida peculiar do local e os segredos dos seus habitantes pouco convencionais.
Narrado com humor, brilho e inteligência, O despertar da menina Prim leva-nos numa viagem inesquecível em busca do paraíso perdido, da harmonia e da beleza, e da profundidade escondida nos
pequenos prazeres da vida.

Natalia Sanmartin Fenollera é uma jornalista espanhola que trabalha atualmente no jornal diário Cinco Días, onde é chefe da secção de Opinião. Em 2013 publicou o seu primeiro romance, O despertar da menina Prim, que rapidamente se tornou um êxito junto do público e da crítica, tendo sido traduzido para vários países.

Imprensa 
«Uma história que nos faz lembrar os romances de Jane Austen: românticos e introspetivos. [...] Um elogio à lentidão num mundo de pressa e confusão, ao gosto pelos pequenos prazeres da vida, à necessidade de beleza e equilíbrio, e à possibilidade de construção de sociedades mais igualitárias, mais espirituais.» lecturassumergidas.com

«Um primeiro romance, encantador e perspicaz, que será com certeza um êxito.» Library Journal

«Parte do sucesso de O despertar da menina Prim reside na fluidez da leitura.» El País

«Escrito com inteligência, graça e estilo.» authorexposure.com

«Uma história requintadamente delicada, distinta e inspiradora, que deixará o seu coração refém do tesouro escondido por detrás dos pormenores que fazem a vida.» Elle (Espanha)

[A minha Opinião] A Amiga


Este é o quarto livro que leio da autora. Antes deste li "A praia das pétalas de rosa", "Os aromas do amor" e "Um novo amanhã". Dorothy Koomson tem me sabido conquistar com as suas histórias e personagens. O mistério presente em todos os livros que li da autora, é para mim a chave de tão viciantes leituras. "A amiga" volta a ter essa chave de ouro, que agarra o leitor e não o solta, até ser tudo desvendado. 

"Seria capaz de qualquer coisa para guardar um segredo?" Esta é a frase que está presente na capa e que aguça a curiosidade do leitor antes deste mergulhar nas páginas do livro. 

Esta narrativa centra-se na vida de Cece Solarin, obrigada a mudar de armas e bagagens para Brigthon. É nessa mudança e adaptação que está o foco da narrativa. Cece vê-se numa casa nova, numa comunidade nova, sem trabalho, concentrando-se unicamente nos filhos e na lida doméstica. É talvez por esse facto, de se sentir à deriva, sem o desafio constante que era o seu trabalho profissional e o afastamento notório do seu marido, que a mudança lhe custa tanto. 

A inquietação de Cece agrava-se quando descobre que, ocorreu um crime, na escola onde inscreveu os seus filhos. Esta notícia deixa-a ainda mais insegura e com vontade de descobrir a verdade sobre o que aconteceu. 

Yvonne, a mulher deixada às portas da morte era uma grande amiga de Maxie, Anaya e Hazel. São estas três últimas mulheres que ajudam Cece na sua integração na comunidade. É a partir destas novas amizades que Cece vai descobrindo mais sobre aquelas mulheres e o que eventualmente terá levado ao crime. O que vai descobrindo deixa-a cada vez mais inquieta.

Dorothy Koomson mais uma vez traz ao leitor personagens fortes, mulheres fortes. Cada uma delas com as suas particularidades. Todas elas com passados que preferem esquecer, todas elas a viver um presente que não lhes agrada e todas elas a questionarem-se sobre o futuro que as espera. 

A trama foi muito bem construída. Temos avanços e recuos no tempo, que permitem ao leitor conhecer melhor as personagens e construir uma teoria do que levou ao crime. Todas as quatro personagens, Cece, Maxie, Anaya e Hazel são narradoras. Todas elas nos vão dando a sua perspectiva dos acontecimentos. 

Confesso que ao início da leitura precisei de ir apontando os nomes das personagens e dos seus familiares, para me puder orientar na leitura. Pode tornar-se confuso ao início com tantos nomes de maridos e filhos. Fica o conselho, caso seja necessário.

Fora essa confusão inicial com tanto nome de personagens, a leitura depois corre lindamente. O livro está cheio de mistério, as personagens são bem construídas e a trama é uma loucura que deixa qualquer leitor agarrado ao livro. Para mim, Dorothy Koomson nunca desilude.

Se ainda não se aventuraram nos livros desta autora, recomendo. Nada como um pouco de romance, mistério e crime no mesmo livro. 

Eu gostei! E vocês, vão aceitar o desafio?
Boas leituras! 

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Quase a chegar às livrarias - Corpos Perfeitos


Disponível em Novembro

Sinopse
Tilda e Felix aparentam ser o casal perfeito. São jovens e belos. Ela é uma atriz em ascensão. Ele é rico e especialista em finanças. Mas, por detrás da fachada de harmonia, nem tudo é o que parece...
Pois Callie, a tímida irmã gémea de Tilda, tem observado o casal de perto. Algo não bate certo. Desde a perda de apetite à decisão de deixar de trabalhar, tem de haver um motivo para os estranhos comportamentos da irmã. Tilda parece definhar, adquiriu hábitos invulgares, esconde seringas na casa de banho, tenta disfarçar nódoas negras... A Callie também não passaram despercebidas as fúrias incontroláveis de Felix.
Intrigada, Callie recorre à Internet, onde conhece um grupo de apoio a vítimas de maus-tratos. Mas a situação não tarda a descarrilar. Quando uma das suas novas amizades é assassinada, a jovem começa a duvidar de si própria. E, de repente, também Felix aparece morto. Não há indícios de crime, mas esta morte parece demasiado perfeita... 
Suspense psicológico no seu melhor, Corpos Perfeitos dá-nos uma nova perspetiva sobre a obsessão, a violência que infligimos aos outros – e a nós próprios – ao mesmo tempo que revela o lado obscuro do amor e a força tremenda dos laços de fraternidade.

Quase a chegar às livrarias - Duas Mulheres, Dois Destinos


Disponível em Novembro

Sinopse
Na primavera de 1935, em Londres, duas jovens observam enquanto a polícia retira o cadáver de um homem de um lago. Elas vêm de mundos completamente diferentes. Ruby é filha de uma prostituta alcoólica e só conhece a pobreza e o abandono. Verity, de boas famílias, vive com todo o conforto que o privilégio garante. Mas, nesse dia, começa entre ambas uma amizade que perdurará ao longo do tempo. 
O destino, porém, não tardará a mostrar quão traiçoeiro pode ser: ao passo que Ruby encontra, por fim, um lar onde é amada e acarinhada, Verity sofre revés atrás de revés, e um terrível segredo do passado ameaça destruí-la. A Grã-Bretanha prepara-se para a guerra, a conjuntura é turbulenta. Apesar disso, ambas continuam presentes na vida uma da outra... até ao dia em que uma delas profere as palavras: “Morreste para mim”.
Num país dilacerado pela guerra, poderá a amizade sobreviver?
Duas Mulheres, Dois Destinos é um romance épico que nos fala de lealdade, amor, e da força dos laços de amizade perante as mais duras adversidades. Como sempre, Lesley Pearse não desilude...